A Saga Crepúsculo: Amanhecer Parte II

No último dia 15, a Saga Crepúsculo teve seu tão esperado desfecho épico. Como uma fiel Twihard, tive presença confirmada no dia da estreia. Posso afirmar que os sentimentos dos fãs eram conflitantes na fila da bilheteria: de um lado a alegria e ansiedade, e do outro, tristeza e nostalgia pela série ter chegado ao fim.

Bella: Da mediocridade humana à magnificência vampírica

Como todos sabem, nesse último filme começa a vida imortal de Bella: a mediocridade e a insignificância humana ficaram para trás, agora ela é uma vampira. Se antes ela era frágil e indefesa, agora é forte e corajosa. Essa mudança é bem enfatizada no filme, sendo que ela não precisa mais da super proteção de Edward e pode ajudar a defender sua filha Renesmee – que está ameaçada de morte pela realeza dos vampiros que, equivocadamente pensa que ela é uma criança imortal e incapaz de controlar seus instintos, o que é uma ameaça de exposição dos seres imortais para os humanos.

Renesmee: Efeitos Especiais

Renesmee, filha do casal, é um híbrido: metade humana e metade vampira. Por ter material genético sobrenatural, ela cresce muito rápido. O rosto da atriz escolhida (Mackenzie Foy, 12 anos), foi “capturado” e por meio de computação gráfica, foi moldado na face de atrizes menores que interpretaram as fases mais jovens de Renesmee. Tenho que admitir, ficou MUITO estranho. Os efeitos ficaram muito artificiais. Era para ficar o mais natural possível, mas ficou medonho:

Emmett: A queda de braço que não deu certo

Assim como o drama, o humor marcou presença no filme. Como Bella é uma recém criada, é temporariamente mais forte que os outros vampiros por ainda ter sangue humano nas veias. E por ser muito controlada, Emmett, conhecido pela sua força absurda, achou que sua cunhada “não era de nada”: não pensou duas vezes e a desafiou para uma queda de braço. Perdeu, é óbvio. Nessa hora foi praticamente impossível segurar o riso!

 A Batalha Final

A batalha dos Cullen e seus amigos contra a guarda Volturi é o ponto mais alto do filme. Vampiros são desmembrados, lobos atirados em precipícios, enfim. Muita ação! A grande surpresa foi que ao final dessa batalha, foi revelado que esta não aconteceu. Isso mesmo. Não vou entrar em detalhes, sem spoilers! O público foi à loucura. Como eu disse, foi o ponto alto do filme. Até quem não é fã, gostou dessa cena.

O Final Feliz

Depois de tantos perigos e tantas lutas, as coisas se resolvem. Ouso dizer que foi o único filme da saga que superou o livro, que mais colocou em evidência as ideias que Stephenie Meyer propôs ao escrever a saga.

Anúncios

Participe da discussão, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s